Studio de Pilates | Centro de Curitiba
INÍCIO
PILATES
PLATAFORMA VIBRATÓRIA
MASSAGENS
OUTRAS MODALIDADES
CURSOS WORKSHOP
FOTOS
VÍDEOS
TRX
YOGA
AVALIAÇÃO FÍSICA
AVALIAÇÃO NUTRICIONAL
DICAS DE SAÚDE
DICAS DE SAÚDE
MAÇÃ É A FRUTA QUE EMAGRECE
 
“Rica em fibras e pectina, a maçã derrete a gordura do corpo”



    Nos EUA, há um ditado que diz: “Uma maçã por dia mantém o médico longe”. Não é à toa, pois a fruta evita o envelhecimento, protege o corpo de doenças e ainda limpa a boca. Agora, há uma novidade ainda mais impressionante. Cientistas americanos da Universidade da Pensilvânia descobriram que a maçã elimina gordura. O estudo provou que comer uma maçã 15 minutos antes de cada refeição faz com que se consuma até 200 calorias a menos. “É ainda rica em pectina, substância que ajuda a controlar o colesterol, como se ela raspasse a gordura para fora do corpo”, diz a nutricionista Vivian Goldberger. As fibras da fruta preenchem o estômago e dão uma sensação de saciedade. Assim, perde-se a fome e demoramos mais para comer novamente. A pectina colabora para uma digestão mais lenta, o que mantém a fome longe por mais de quatro horas. Além disso, ela reduz a absorção de açúcar, o que diminui a quantidade de gordura que o corpo consegue estocar. Juntando a ação das fibras e da pectina a fome é reduzida, consume-se menos calorias e há perda gordura.



EXCESSO DE FRUTOSE NA COMIDA AUMENTA PESO


“Açúcar originário de frutas afeta ação de hormônio que regula a fome”




    Cientistas descobriram que para manter o peso no ponteiro certo da balança é preciso controlar a ingestão de frutose, açúcar presente aos montes em sucos industrializados, por exemplo.
    De acordo com pesquisadores da Escola de Medicina da Universidade da Flórida, nos Estados Unidos, o excesso dessa substância vinda das frutas pode deixar o corpo resistente à ação de um hormônio que previne a prevenção da obesidade, a leptina.
    Ela é responsável por controlar a fome, ou seja, a necessidade de obter energia em comparação com a quantidade de calorias gastas de fato pelo organismo, diz reportagem da SAÚDE! Quando o corpo está em equilíbrio, a fome deve ter a mesma proporção do gasto energético. No entanto “quando a resistência à leptina aparece, basta ingerir um pouco mais de gordura do que o ideal ou exagerar nas calorias durante um período para você ganhar muitos quilos extras”, diz a fisiologista Alexandra Shapiro.
    O estudo desenvolvido por ela e seus colegas, publicado no jornal da American Physiological Society, foi feito com ratos em laboratório. “Nossa aposta é de que o organismo humano se comporte do mesmo jeito que o das cobaias”, diz ela.

FRUTAS LIBERADAS

    Mas atenção, esta não é uma desculpa para deixar de comer frutas. A recomendação é ficar de olho nos rótulos dos alimentos industrializados. Afinal, este açúcar natural é acrescentado pela indústria em um sem-número de produtos, como sucos, doces e geléias.
    Uma das possíveis explicações para este fenômeno seria o aumento dos triglicérides, “um tipo de gordura que aumenta demais quando ingerimos muito açúcar”, diz Alexandra. Há suspeitas de que taxas elevadas de triglicérides não deixariam a leptina funcionar direito no cérebro, seu território de atuação. Outros estudos são necessários para apontar se, ao diminuir a frutose consumida no dia-a-dia, a leptina agiria de maneira mais intensa. Pelo sim, pelo não, vale maneirar em todos os produtos industrializados adoçados com frutose. Quanto às frutas, seu consumo é seguro. O ideal continua sendo consumir de duas a três unidades diariamente para emagrecer de um jeito mais doce e saudável.




BARRA DE CAJU: FONTE DE ENERGIA 100% NATURAL



    Para quem pratica atividades físicas ou não tem muito tempo para se alimentar, as barras de cereais apresentam-se como uma boa alternativa de nutrição. O mercado está repleto de variedades para todos os gostos nas prateleiras de supermercados, farmácias e lojas de produtos naturais. É preciso, no entanto, conhecer os tipos de barra existentes e para que elas se destinam.
    A primeira barra de cereal fabricada no Brasil foi a Chonk, da Nutrimental, em 1992. Parte dos seus lucros era revertido para comunidades carentes da Amazônia. Dois anos depois, o produto foi reposicionado no mercado e ganhou outro nome, que permanece até hoje: Nutry. Pouco tempo depois, muitas outras empresas passaram a investir no filão cada vez mais crescente, uma vez que a preocupação com a saúde aumentou em uma escala global.
    Os cereais foram escolhidos como fonte alternativa de alimentação por serem ricos em carboidratos, um grande fornecedor de energia para o dia-a-dia. Entre alguns exemplos de cereais estão o arroz, a aveia, o centeio, a cevada, o milho e o trigo. Nas barras, esses alimentos apresentam-se em sua forma integral, ou seja, sua estrutura não é alterada pelo processo de refinação, como em outros produtos. Além dos cereais, as frutas desidratadas são uma excelente opção para a produção das barrinhas. Há no mercado produtos feitos à base de banana, ameixa, castanha-do-pará, maça e morango. Pensando nisso, a Embrapa Agroindústria Tropical desenvolveu uma barra de frutas rica em proteínas e vitamina C, a barra de caju. Além de ser uma fonte de energia 100% natural, a barra aproveita integralmente todos os componentes do fruto, de sua castanha até o pedúnculo. O produto é elaborado à base de caju desidratado, xerém de amêndoa de castanha e suco de caju concentrado acrescido de flocos de arroz, açúcar-mascavo, mel de abelha e aditivos. A barra de caju ainda não é explorada comercialmente, mas já se encontra como uma das tecnologias disponíveis no edital do programa de incubação tecnológica de agronegócios da Embrapa, o Proeta.


“Excelente opção para alimentação”

1. Quais são os tipos de barras de cereal existentes?
As mais conhecidas são as barrinhas de cereais direcionada ao público em geral. Há, também, as barras direcionadas aos atletas que podem ser ricas em carboidratos ou ricas em proteínas. Pessoas que não praticam atividade física devem evitar as que foram desenvolvidas para praticantes ou atletas, já que essas barras são maiores e mais calóricas, chegando a ter mais do que o dobro de calorias das barrinhas de cereais comumente encontradas nos supermercados, docerias e farmácias.

2. Qual o limite máximo de consumo de barras por dia?

Não existe um limite máximo para o consumo de determinados alimentos, assim como para as barras de cereais. É importante que a alimentação não seja monótona. As barrinhas de cereais são boas opções de lanches intermediários das refeições principais. Além de práticas, elas são fontes de carboidratos e fibras, fornecendo energia e favorecendo o bom funcionamento intestinal. Por isso, uma barrinha por dia é indicada, devendo alternar o seu consumo com outros alimentos como, por exemplo, frutas.

3. As barras realmente podem melhorar o desempenho das pessoas que realizam atividades físicas?

As barrinhas de cereais fornecem carboidratos que são os nutrientes fonte de energia. Elas podem ser consumidas de 40 a 30 minutos antes do início da atividade física, evitando, por exemplo, a hipoglicemia e melhorando o rendimento. Entretanto, para praticantes de exercícios de alta performance, há barras específicas para que o atleta tenha o rendimento esperado. É necessário ressaltar que as pessoas devam ter uma alimentação adequada durante o dia para que possam atingir o desempenho desejado e para manter uma boa nutrição, não devendo a qualidade da dieta estar resumida em um alimento. A barrinha deve complementar a dieta, deixando-a adequada para o indivíduo.

4. Qual sua avaliação sobre a barra de caju? Que pontos positivos a senhora destacaria?

As barras à base de caju são excelentes opções para complementar a alimentação diária. Aproveitando toda a fruta, elas são boas fontes de vitamina C, nutriente que não é destacado em outras barras. A vitamina C é um potente antioxidante, protegendo o organismo dos danos causados pelos radicais livres. Além do fator nutricional, o aproveitamento da polpa do caju colabora para a diminuição do desperdício desse alimento onde, comumente, somente a castanha é aproveitada.

Composição química da barra de caju


Umidade (%) ..........................8,26

Proteínas (Nx6,25) % ...............9,43
Cinzas (%) .............................1,53
Lipídeos totais (%) ...................9,10
Fibras (%) ..............................5,45
Ácido ascórbico (mg/100g) .....332,40

Fonte: Embrapa Agroindústria Tropical



STUDIO BESSER - Pilates Aparelho | Pilates Solo | Plataforma Vibratória | Massagem Relaxante | Massagens Estéticas | Quick Massage | Shiatsu | Limpeza de Pele | Peeling Amazônico | Modeladora Facial | Avaliação Nutricional | Yoga | TRX | Cursos

Av. Marechal Deodoro, 314 - 10º andar
Centro - Curitiba - Paraná
(41) 3044-3708 | contato@studiobesser.com.br
10001000110000001010000010100000101010101111000010001000100000001100000010000000101000001000100011111111111111111010000011110000